Amor uns aos outros – por Cindy Hess Kasper

Você tem que se esforçar muito para ofender os cristãos. Por natureza eles são o grupo de pessoas que mais perdoam, compreendem, e atenciosas com que lidei. Eles nunca supõem o pior. Apreciam a importância de ter perspectivas diferentes. São lentos para zangar-se, rápidos em perdoar, e quase nunca fazem julgamentos precipitados ou agem com outro espírito que não seja o de total amor… Não, espere —, estou pensando em golden retrievers [cães muito mansos e brincalhões]!

Ri bastante quando li isto num e-mail. Porém, tendo tido experiência com cães dessa raça — e com cristãos — acho que é verdade que algumas vezes os cristãos se ofendem muito facilmente! “O regente do coral sempre dá os solos para ela.” “O pastor nem mesmo me olhou ao cumprimentar-me.” “Faço muito por aqui — as pessoas deveriam me valorizar um pouco mais.”

Ira. Ressentimento. Orgulho. Com certeza há questões entre cristãos que algumas vezes precisam ser abordadas. E se, porém, tentássemos sempre tratar os outros do modo como gostaríamos de ser tratados (Mateus 7:12), não fôssemos prontos a julgar os outros, mas os perdoássemos (Lucas 6:37), e demonstrássemos um pouco de humildade? (Filipenses 2:3).

E se o mundo pudesse realmente reconhecer que somos seguidores de Jesus pelo amor que temos “um pelo outro”? (João 13:35). Será que refletimos este amor?

Algumas vezes, o melhor testemunho é o amor.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s