Avivamento, colheita, ambos ou nenhum? – Reinhard Hirtler

Pr. Reinhard Hirtler Enquanto estou sentado no meu quarto de hotel no Brasil, a preparar-me para voar para a próxima cidade durante a missão de 6 semanas para pregar as boas novas de Jesus Cristo, eu estou profundamente agitado pelos acontecimentos dos últimos dias. Não há palavras para descrever o que eu sinto, as lutas que passaram, as lágrimas que eu chorei. Desde muito jovem, na verdade uma criança de cerca de 8 anos, eu tive o profundo desejo de servir a Deus, de vê-Lo exaltado e ver vidas transformadas por Jesus. Nos últimos anos tenho experimentado muitas coisas maravilhosas na minha caminhada com Deus pelo que sou profundamente grato. Eu vi multidões salvas, inúmeras vidas ​​restauradas e centenas de corpos sobrenaturalmente curado pelo poder de Jesus Cristo.
O desejo por aquilo a que chamamos de avivamento em muitos círculos cristãos (e todos nós temos significados diferentes para este termo) tem estado bem dentro de mim. Não o desejo de uma série de reuniões, mas um desejo de ver o que muitos evangélicos chamam de avivamento, onde centenas e milhares de pecadores são salvos, choram sob a convicção do Espírito Santo e vêm as suas vidas transformadas pelo poder de Deus. Movimentos de Deus como os que aconteceram sob Charles Finney, George Whitfield, e Jonathan Edwards … Isto porém não é avivamento, esta é a colheita. Então, o que é que nós precisamos, avivamento, colheita, ambos, ou nenhum?
Precisamos desesperadamente de uma colheita de pessoas que se desviam do seu pecado para o Senhor Jesus como seu Senhor. Esta é a esperança para a nossa tão amada nação. A nossa esperança não reside no próximo presidente, só em Jesus é que se pode encontrar a salvação das pessoas da sua maldade e pecaminosidade, e só então a nossa nação será verdadeiramente transformada. Então, se a colheita é o que precisamos, onde é que o avivamento entra? Precisamos dele? E se assim, porquê? Deixe-me dizer-lhe o que eu entendo como avivamento, e sinta-se livre para discordar disso. Avivamento significa que algo que esteve vivo e está morto agora está agora a ser revivido. A esperança para a colheita não se encontra em nenhum pregador superstar carismático com dons que sabe como atrair as pessoas através do toque das suas emoções. A esperança para a colheita encontra-se com os Cristãos que experimentaram um avivamento pessoal das suas vidas. Encontra-se com os Cristãos que entendem a sua própria pecaminosidade e desespero e clamam a Deus por um avivamento pessoal. Ao estudar a história da Igreja, podemos descobrir que os grandes homens e mulheres que Deus usou de maneira tão poderosa naquilo a que os evangélicos chamam avivamento e eu chamo de colheita, tiveram este renascimento pessoal nas suas vidas.

Então, o que isto tem a ver com a minha visita aqui ao Brasil e as minhas experiências dos últimos dias? Deixe-me contar-lhe o que aconteceu. Há 11 dias seguidos que eu tenho pregando diariamente e orado por pessoas, às vezes até 3 vezes por dia. Em cada reunião vi Deus a mover-se, a tocar corações, a curar pessoas, a salva pecadores. Na segunda-feira à noite mais uma vez a sala estava lotada, com centenas de pessoas desesperadas, a querer um toque de Deus, desejando que seus corpos quebrados fossem restaurados e a esperar por um milagre. As necessidades eram grandes, as pessoas estavam desesperadas e tinham experimentado o poder de Jesus noite após noite.
Mas esta noite foi diferente. Eu fiz tudo igual, eu preguei com paixão, chamei as pessoas ao arrependimento, orei pela multidão que se ajoelhava em lágrimas no altar. No entanto, esta noite foi diferente. Enquanto eu orava por uma senhora que estava doente, ela não recebeu o seu milagre de cura. Orei com mais força, repreendi, ordenei e fiz tudo o que se pode fazer. Eu pedi a centenas de pessoas que ficassem comigo em oração, o que fizeram, mas nada aconteceu. Eu queria falar palavras de encorajamento para aquela senhora e continuar a orar pelas outras pessoas desesperadas. No entanto, eu não podia. O Espírito do Senhor restringiu-me fortement. Eu tive que pedir desculpa às pessoas, e dizer que não haveria mais orações e saí da sala deixando centenas de pessoas desesperadas.

Quando voltei para o hotel naquela noite, eu não conseguia dormir. Eu chorei, chorei, orei e derramei o meu coração para o Senhor. Lutei a maior parte da noite com Deus até que finalmente fui atendido pelo meu amado Senhor Jesus Cristo. O que experimentei naquela noite impactou-me profundamente e mudou o curso das reuniões das noites seguintes. Jesus mostrou-me o quão profundamente entristecido Ele estava com duas coisas e Ele queria as preciosas pessoas no Brasil soubessem.

Primeiro, as pessoas começaram a procurar os milagres mais do que a relação com o seu amado Salvador. Ele mostrou-me como Ele, sendo o noivo anseia tão profundamente pela noiva que é a Sua Igreja. Ele tem muitos presentes para ela e adora dá-los, mas ela deve ser consumida com paixão por Ele. Mesmo que Ele nunca a abençoasse, nunca fizesse um milagre, ela deve segui-Lo acima de todos os dons, experiências e encontros espirituais. Ele deixou-me sentir a dor do seu coração. Sinto falta da minha cara esposa de há 26 anos e mal espero para estar com ela. No entanto, quando eu me deitei na cama às primeiras horas daquela manhã, eu vi-me a chorar e clamando estas palavras. “Jesus eu amo-te mais do que a Debi, eu sinto a tua falta mais do que Debi, eu espero por ti muito mais do que eu espero pela Debi”. Como a corça anseia pela água, assim a minha alma ansiava pelo Senhor. Então, Ele fez-me perceber que me deixou sentir o seu coração pela igreja. Este é o quanto Ele anseia por nós, a Sua noiva. Nunca devemos exaltar NADA acima do nosso amado Jesus, nenhum milagre, nenhuma necessidade, e nenhum desejo por algo. É adultério espiritual do qual nos devemos arrepender. Isso é o avivamento que vai trazer a colheita.

Em segundo lugar, as pessoas começaram a colocar a sua esperança em mim, estavam a perseguir-me e à espera que mais uma vez Deus me usasse para fazer um milagre. Jesus mostrou-me como isto também entristece profundamente o Seu coração. A nossa única esperança é Jesus, não os homens, não importa quem eles são. Na igreja temos elevado pregadores, nós exaltamo-los, seguimo-los, perseguimo-los e colocamos a nossa confiança neles, quando Jesus é TUDO que precisamos. Ele é a nossa cura, a sabedoria, o entendimento, a força e tudo o mais. Nós espalhar notícias sobre quão grandes e ungidas são as pessoas e como elas são maravilhosas. Tudo isso entristece Jesus. Ele é TUDO para todos e a nossa esperança para cada milagre deve ficar somente nele.

Depois de passar toda a noite e todo o dia no quarto do hotel, a sentir a minha própria maldade, vergonha e pecado de como eu tinha aflijido o coração do meu Jesus, eu fui para o serviço naquela noite. Novamente centenas de pessoas desesperadas estavam lá. Eu tentei abrir o meu iPad para ver as notas do meu sermão, mas não consegui. Eu estava no palco e nada funcionou. Eu senti-me perdido e desesperado. De repente, percebi que eu tenho que deixar Jesus fazer o que Ele quer. Assim, durante a hora seguinte ou assim eu abri a minha boca e clamei um chamado ao arrependimento verdadeiro. Um chamado para desejar Jesus mais do que qualquer coisa que nós pensemos que precisamos. Um chamado pelo arrependimento de elevar aquele pregador austríaco e esperar que quando ele orasse haveria um milagre e um toque de Deus. As pessoas lotaram o altar, lágrimas de arrependimento foram derramadas.

Depois de um tempo, quando todos se sentaram, senti-me inspirado por Jesus a chamar cada pessoa que estava doente e precisava de um toque de Jesus. Dezenas foram para a frente. Eu sentia-me fraco, sem esperança e perdido. Eu não era nada, Jesus era tudo. Uma única oração simples e cada pessoa testemunhou de ser curado. Ossos mudaram de posição naquela noite, partes do corpo imóveis moveram-se novamente, a dor crônica desapareceu …. As mesmas coisas que aconteceram na noite seguinte numa cidade diferente. Jesus curou todas as pessoas, até mesmo a visão foi restaurada.
Oh como o meu coração grita por avivamento na minha vida e na vida da Igreja. Posso desaparecer, viver crucificado, mas não têm nenhum desejo além de Jesus. A colheita não será trazido pelos talentosos, mas pelos crucificados. Paulo disse que não podia nada, mas a cruz, através da qual ele estava crucificado para o mundo e o mundo para ele.

Bênçãos,

Reinhard (31/10/2012)

Traduzido do artigo original “Revival, Harvest, Both or Neither?” de Reinhard Hirtler.

Um pensamento sobre “Avivamento, colheita, ambos ou nenhum? – Reinhard Hirtler

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s